Tá bom para você com programação recheada

Ah São Paulo, essa semana é sua! O Editor de Cultura, Paulo, traz dicas incríveis para aproveitar essa cidade mais que maravilhosa!

Por: @QuantosPaulos

1º Festival A Vida No Centro conta com programação gratuita e experiências para aumentar o conhecimento com relação ao centro da cidade de São Paulo


Enfeitar o Centro Histórico de São Paulo com arte, cultura e experiências, criando assim novas relações pessoais com a nossa cidade, essa é a intenção do 1º Festival A Vida no Centro.


Com inúmeras atrações gratuitas, que acontecerão nos dias 9 e 10 de novembro, na Praça Antônio Prado, no Centro de São Paulo, um dos lugares mais bonitos de São Paulo e que melhor representa este novo momento do Centro, que vem se transformando por meio da gastronomia, cultura e arte.


Este grande evento é uma iniciativa dos empreendedores Denize Bacoccina e Clayton Melo, criadores do projeto A Vida no Centro e Gê Rocha, da CoPlayer, empresa responsável por diversos eventos de comunicação. O propósito do festival é mostrar o que o centro de São Paulo tem de melhor, influenciado diretamente pela cultura, história e beleza arquitetônica da região central.


O festival terá um conceito cenográfico de brasilidade e diversidade, cujo perfil abraçará  pessoas de toda a cidade, com uma variedade de atividades, para diversos públicos em diferentes momentos do dia. Seu início se dará com discussões sobre a cidade e os desafios da vida urbana, com grandes especialistas em temas como mobilidade e impacto social, mas também contará muita música, gastronomia e diversão.


O objetivo do Festival é dar maior visibilidade ao centro histórico e atrair novos olhares e sentimentos para o coração da cidade. Grande parte da população ainda não conhece a efervescência cultural da nossa cidade, que oferece museus, galerias de arte e um maravilhosos circuitos gastronômicos. Entre as atrações confirmadas estão os nomes Mariana Aydar, Thiago Pimentel e Ana Cacimba, conhecidos como músicos da cena independente.


Esta grande festa, também contará com a presença de DJs no coreto da praça, arena infantil com contadores de histórias, passeios e atividades lúdicas, circuito gastronômico e visitas guiadas à prédios históricos do Centro. Todas as atrações serão gratuitas e a maior parte ao ar livre. As apresentações musicais vão estar  concentradas na Praça Antônio Prado em palcos montados no coreto e no meio da praça, com exceção do show de Mariana Aydar, que acontecerá no palco montado na Rua 15 de Novembro.


Resumindo! O centro será o território, onde a diversidade se apresentará com mais força, seja no ponto de vista de gênero, racial, origem étnica ou classe social. A  sociedade terá a oportunidade de aproveitar todo esse potencial, desenvolvendo talentos, estimulando coisas boas e contribuindo para uma sociedade mais justa.


Documentário CINE SÃO

PAULO estreia dia 07 de novembro


Cine São Paulo, é o primeiro documentário com direção de Ricardo Martensen e Felipe Tomazelli.


A obra estreia no Centro Cultural São Paulo, às 19:00 do dia 07 de novembro, sua exibição será gratuita e na sequência teremos um debate com participação dos diretores do filme, da diretora da Spcine, Laís Bodansky, do crítico de cinema Sérgio Rizzo e do arquiteto Ricardo Ohtake, ex-secretário de Cultura do Estado de São Paulo e atual diretor do Instituto Tomie Ohtake. O tema do debate será a importância dos cinemas de rua e a preservação da cultura brasileira.


O documentário ficará em cartaz até o dia 13 de novembro no Centro Cultural São Paulo e, além de São Paulo, a obra estreia em Dois Córregos e em outras cidades como  Brotas (SP), Jaú (SP), Pelotas (RS), Laguna (SC), Triunfo (PE), Belém (PA), em um circuito  de cinemas de rua.


O documentário Cine São Paulo, participou de diversos festivais como AFI DOCS e É Tudo Verdade, e levou o prêmio de melhor documentário no Biarritz Latin American Film Festival, contando a história de Francisco Augusto Prado Telles, “Seu Chico”, hoje com 74 anos. Herdeiro do cinema, Chico cresceu nesse universo de paixão pela telona e assumiu a sala quando seu pai faleceu. Presenciou a decadência dos cinemas de rua quando os shoppings surgiram na região e viu o local ser interditado pela justiça devido à problemas de segurança.


Mesmo sem ajuda nenhuma, “Seu Chico” iniciou uma complexa reforma para que a sala voltasse a funcionar e emocionar a todos, apesar de não ser mais uma atividade lucrativa.


Na obra, os diretores focaram no espaço interno do prédio e seu enquadramento pelas portas e janelas do cinema, reconstituindo as lembranças e os estados emocionais do personagem.  Arquivos pessoais, históricos e memórias de filmes que “Seu Chico” assistiu na sala, permeiam os depoimentos e registros do documentário. Cine São Paulo traz luz à jornada de “Seu Chico” e sua luta para manter em funcionamento o cinema mais antigo do país. Temos aqui uma história sobre memória e legado.


Serviço:


LANÇAMENTO: CINE SÃO PAULO


Exibição de estréia do documentário Cine São Paulo seguida de debate


Debatedores:  Ricardo Martensen e Felipe Tomazelli (diretores do filme), Laís Bodanzky (Spcine), Sérgio Rizzo (crítico de cinema) e Ricardo Ohtake (ex-secretário de Cultura do Estado de São Paulo e diretor do Instituto Tomie Ohtake).


Local: Centro Cultural São Paulo, sala Paulo Emílio


Data: 07/11/2019


Horário: 19h às 22h


Endereço: Rua Vergueiro, 1000 - Paraíso, São Paulo


Entrada gratuita


Classificação indicativa: Livre